Tendências de iluminação

 

A Ilumina√ß√£o LED (diodos emissores de luz) s√£o uma tend√™ncia no varejo. Al√©m de um visual moderno, os LEDs permitem redu√ß√£o no consumo de energia, duram mais tempo que as l√Ęmpadas convencionais, n√£o emitem calor sobre os objetos e t√™m menor incid√™ncia de raios UV e infravermelho, reduzindo o desgaste de cores das pinturas, mobili√°rios e produtos.

Se voc√™ tem uma loja, vale a pena dedicar um tempo para fazer as contas sobre o custo e o retorno dele caso um novo projeto de ilumina√ß√£o seja implantado. Na rede Spicy, de utens√≠lios para cozinha, que acaba de adotar LEDs em suas 33 lojas, a economia de energia foi calculada em 30%. Foram instaladas 2 mil l√Ęmpadas, um investimento que ser√° recuperado em 11 meses.

 

 

Comentar

Adoçar a vida, um santo remédio!!

 

São as mesmas balinhas de goma e jujubas coloridas de sempre, mas a pegada aqui é diferente. Na Happy Pills, rede espanhola de franquias, há balinhas para males do amor, para reforçar o amor de mãe, levantar o astral, para dias de cabelo ruim e por aí vai. Divertidas, elas são acondicionadas em frascos de remédio.

Na loja, o consumidor escolhe o frasco, enche-o com as ‚Äúp√≠lulas‚ÄĚ de sua prefer√™ncia, escolhe e cola a etiqueta e paga no caixa. H√° tamb√©m embalagens na forma de maletinha, de porta-p√≠lulas e por a√≠ vai. Nada como uma boa dose de imagina√ß√£o e criatividade para reinventar algo e criar, a partir da√≠, um neg√≥cio!

Comentar

Você não vai acreditar nesse McDonald’s!

 

Realmente, surpreende. De um lado, o McDonald’s. Do outro, um posto de gasolina. E está em construção na cidade turística de Batumi, banhada pelo Mar Negro, na Georgia.

O projeto √© do arquiteto Giorgi Khmaladze. Segundo ele, a prefeitura queria evitar os postos tradicionais numa regi√£o em plena recupera√ß√£o arquitet√īnica. Ent√£o, foi justamente pelo posto que o projeto come√ßou a ser concebido.

O posto e o McDonald’s t√™m entradas separadas e opostas. Quem senta numa das mesas do Mc n√£o v√™ o n√≠vel da rua, carros ou o posto. Um teto de vidro e uma parede de plantas decoram o ambiente.

Mais fotos aqui: http://khmaladze.ge/flash.html

 

Comentar

Mais franquias estrangeiras devem chegar por aqui

 

V√°rias redes de franquia est√£o de olho no Brasil e prometem abrir opera√ß√Ķes por aqui ainda este ano. Na lista est√£o a rede de lanchonetes Wendy’s, que atua em 27 pa√≠ses, a Stake’n Shake, a Planet Hollywood, a Cheesecake Factory, a rede de comida italiana Sbarro e a doceira Dunkin’Donuts.

Também manifestaram interesse a Clarks, marca inglesa de sapatos, e a Kappa, marca italiana de artigos esportivos.

Preparem-se pra tanta novidade!! Mas √© o que eu sempre digo: pra ter sucesso no Brasil √© preciso que a rede esteja disposta a se adaptar, n√£o s√≥ aos h√°bitos dos brasileiros, mas √†s limita√ß√Ķes da m√£o de obra e ao emaranhado burocr√°tico e fiscal. V√°rias franquias estiveram no Brasil, no passado, sem sucesso. Vamos torcer pelas novas!

Comentar

Um objeto pode fazer toda a diferença na decoração

 

Os arquitetos Beto Galvez e Nórea de Vitto arrasaram ao colocar uma peça de antiquário na loja de Adriana Degreas,  nos Jardins, SP. Peças assim emprestam ao ambiente a ideia de arte e luxo, o que só agrega para a marca.

 

 

Comentar

Pra se diferenciar, que tal atrair os amantes de bike?

 

O Rathaus Café, em Zurich, instalou algumas mesas drive-in para bicicletas. Ahn? Estranhou? Mas é isso mesmo: quem chega pode estacionar e fazer seu pedido sem sair da bike. Talvez nem seja confortável, mas a ideia principal do café/restaurante é atrair a simpatia dos ciclistas, um nicho que vem crescendo em muitas capitais, inclusive nas brasileiras.

O ciclismo urbano de Zurich deve dobrar seu n√ļmero de adeptos at√© 2025 e o Rathaus quer aproveitar a onda. At√© reservou espa√ßo para um novo servi√ßo que come√ßa a operar na cidade, o t√°xi-bike, com condutor ciclista vestido de gravata borboleta.

 

Comentar

Arte em vitrines

 

Quem esteve na Regency Street, em Londres, no in√≠cio de maio pode ver a quarta vers√£o do Regent Street Windows Project. A ideia √© unir arquitetura e arte, transformando as lojas participantes em locais de instala√ß√Ķes e vitrines inovadoras.

Na Topshop, os manequins compunham uma roda-gigante vestidos de forma a criar um degradê de cores:

 

Na Karen Millen, o projeto ganhou o nome de Jardim M√°gico e foi concebido por Arthur Mamou-Mani. Tecidos uniam as v√°rias vitrines, criando o efeito de uma onda quando visto √† dist√Ęncia. Olhando mais de perto, o tecido revelava formas de plantas, num efeito fant√°stico.

Acima, Mamou-Mani discutindo o seu Jardim. Abaixo, detalhe de uma das vitrines:

Por trás da iniciativa está a associação dos lojistas da Regency.

Fotos: AgneseSanvito

 

Comentar

Inspiração para a vida

 

Vamos ficar hoje com a frase que tem guiado a carreira de um mestre, que continua fazendo sucesso aos 78 anos?

 

Comentar

Sutil diferença, enorme diferença!

Vejam só o efeito produzido pelo detalhe do batom nos manequins!

 

 

Comentar