Dicas para dispor os produtos. E vender mais!

 

Exibir adequadamente os produtos é meio caminho andando para fechar uma venda. Eis algumas dicas para ajudar na tarefa de expor produtos:

> As pessoas compram o que vêem. Vitrines vazadas, que permitem ver o interior da loja costumam ajudar a levar o cliente para dentro. Roupas dispostas em manequins também.

> Eye level is buy level, costumamos dizer. Sim, produtos na altura dos olhos são aqueles com mais chance de serem comprados. E produtos ao alcance das mãos também.

> O consumidor se sente sufocado se estiver num local apertado. Ele precisa andar, circular livremente, sem trombar com outras pessoas ou com g√īndolas. Leve isso em considera√ß√£o, mesmo numa loja pequena, ao dispor balc√Ķes e displays.

> As pessoas compram mais quando os itens estão agrupados de forma complementar. Cintos, por exemplo, podem estar próximos dos jeans. Isso encoraja o comprador do jeans a experimentar um cinto e levá-lo.

> Estude possíveis sequências.  Shampoo, seguido de condicionador e de anti-frizz, por exemplo, seguem a ordem de uso dos produtos. Dispor, respeitando essa ordem, ajuda a vendê-los.

Comentar

Qual o melhor arquiteto?

 

 

Comentar

7 dicas para o sucesso de uma rede de franquias de confecção

 

H√° um mito segundo o qual √© muito dif√≠cil viabilizar uma franquia na √°rea de confec√ß√£o. Ser√° mesmo? Se algumas condi√ß√Ķes b√°sicas forem estabelecidas, com certeza a rede dar√° certo. S√£o elas:

> Ter e manter um conceito bem definido de p√ļblico alvo, seu comportamento e estilo de vida

> Ter uma equipe de desenvolvimento de produto em constante trabalho de pesquisa de novos materiais, tendências e fornecimento, cada vez mais voltados para a qualidade e preço compatível

> Ter um sistema de pedidos eficiente, fazendo com que os franqueados possam participar na escolha do melhor mix de produto para a sua loja. E que eles tenham a responsabilidade em relação a essa compra (assessorada pelo franqueador)

> Uma entrega constante e adequada, não deixando o franqueado perder vendas nem receber produtos descoordenados ou depois da época

> Proporcionar um treinamento adequado e não apenas um estágio na loja própria, fazendo com que o franqueado e seu gerente conheçam o conceito da linha, o processo de criação e produção das peças, todo o sistema de captação, seleção e gerenciamento da equipe de vendas e a padronização visual da loja

> Uma supervisão e monitoramento da rede, para não só conhecer de perto o desempenho das lojas e do giro de produtos da linha, mas também para criar sistemas de premiação e competição na rede

> Criar constantemente estratégias de marketing de varejo que possam estimular a venda e o recall da marca nos consumidores.

Comentar

Inspiração para a vida

 

Vamos ficar hoje com a frase que tem guiado a carreira de um mestre, que continua fazendo sucesso aos 78 anos?

 

Comentar

Dois mitos da área de vendas que é melhor você esquecer

1- Bom vendedor é aquele que tem talento.

J√° ouviu essa frase? ¬†Talento n√£o importa muito nem para a √°rea de vendas, nem para os esportes ou para muitas das profiss√Ķes existentes. ¬†O que conta, de fato, ¬†√© o trabalho duro, a dedica√ß√£o , vontade de ser bem-sucedido. Estudar e praticar t√©cnicas de vendas tamb√©m ajuda muito.

2- Qualquer um pode ser um bom vendedor.

N√£o √© bem assim…¬† Os t√≠midos e pouco agressivos, os que t√™m pouco traquejo na comunica√ß√£o e os que pensam muito antes de dar uma resposta podem at√© ser vendedores. Mas nunca ser√£o bons.

 

Comentar

Eis um desafio para os vendedores

 

Sabemos que, para um vendedor, é bem mais fácil vender um produto que gosta. Mas o gosto dele nem sempre é o do cliente e há produtos que encalham por simples má vontade de quem está na linha de frente. Portanto, vamos lançar um desafio:

Re√ļna a equipe. Cada vendedor deve pegar o produto que considera mais feio ou aquilo que jamais usaria/compraria. O desafio √© encontrar, naquele produto, tr√™s coisas que se gosta. E apresentar o produto aos demais vendedores, com uma frase do tipo ‚Äútem isso aqui e √© legal porque‚ÄĚ, juntando o atributo do produto com o benef√≠cio para o consumidor.¬† Se o vendedor pega uma camisa florida, por exemplo, pode dizer que gosta do corte, porque afina a silhueta. Ou que gosta das cores, porque d√£o um ar jovial e alegre ao look.

Esse exercício faz com cada um deixe de lado as preferências pessoais. E ajuda a exercitar argumentos de venda. Vamos colocar em prática?

Comentar

Experiência Natura de Compra

Finalmente a Natura se convenceu, após a loja pop up da Oscar Freire, que algumas lojas próprias iriam ajudar a chegar mais perto de uma consumidora que não usa o seu canal  porta a porta.

Eu, por exemplo kkkkk!

A loja me fez ter uma experiência Natura de compra, me fez conhecer e comprar produtos que não tinha idéia de como eram bons e acabei ficando órfã sem ela. Mas agora já sei que vão montar uma de verdade. Que bom!

Com certeza estas lojas vão ajudar ao outro canal a vender mais também.

Comentar

Richards

Incrível o astral da vitrine da Richards,  Work Happy!

 

Comentar