Dicas para dispor os produtos. E vender mais!

 

Exibir adequadamente os produtos é meio caminho andando para fechar uma venda. Eis algumas dicas para ajudar na tarefa de expor produtos:

> As pessoas compram o que vêem. Vitrines vazadas, que permitem ver o interior da loja costumam ajudar a levar o cliente para dentro. Roupas dispostas em manequins também.

> Eye level is buy level, costumamos dizer. Sim, produtos na altura dos olhos são aqueles com mais chance de serem comprados. E produtos ao alcance das mãos também.

> O consumidor se sente sufocado se estiver num local apertado. Ele precisa andar, circular livremente, sem trombar com outras pessoas ou com g√īndolas. Leve isso em considera√ß√£o, mesmo numa loja pequena, ao dispor balc√Ķes e displays.

> As pessoas compram mais quando os itens estão agrupados de forma complementar. Cintos, por exemplo, podem estar próximos dos jeans. Isso encoraja o comprador do jeans a experimentar um cinto e levá-lo.

> Estude possíveis sequências.  Shampoo, seguido de condicionador e de anti-frizz, por exemplo, seguem a ordem de uso dos produtos. Dispor, respeitando essa ordem, ajuda a vendê-los.

Comentar

Vitrines chamativas? Olhe estas!

 

A Champs Elysées e a 5th Avenue amanheceram com exemplares de velociraptors, tiranossauro rex, triceratops e outros dinos tão assustadores quanto. Vitrines da Louis Vuitton, em Paris e NY, trazem desde junho os esqueletos desses bichos para mostrar a coleção pre-fall/winter 2013-2014. Alguns bichos carregam bolsinha!

H√° muito os dinos fascinam crian√ßas e adultos, n√£o tem como n√£o parar para olhar as vitrines. Uma vez dentro da loja, os produtos t√™m descri√ß√Ķes detalhadas como as encontradas em museus.

Fotos:  Facebook/Louis Vuitton

Comentar

Arte em vitrines

 

Quem esteve na Regency Street, em Londres, no in√≠cio de maio pode ver a quarta vers√£o do Regent Street Windows Project. A ideia √© unir arquitetura e arte, transformando as lojas participantes em locais de instala√ß√Ķes e vitrines inovadoras.

Na Topshop, os manequins compunham uma roda-gigante vestidos de forma a criar um degradê de cores:

 

Na Karen Millen, o projeto ganhou o nome de Jardim M√°gico e foi concebido por Arthur Mamou-Mani. Tecidos uniam as v√°rias vitrines, criando o efeito de uma onda quando visto √† dist√Ęncia. Olhando mais de perto, o tecido revelava formas de plantas, num efeito fant√°stico.

Acima, Mamou-Mani discutindo o seu Jardim. Abaixo, detalhe de uma das vitrines:

Por trás da iniciativa está a associação dos lojistas da Regency.

Fotos: AgneseSanvito

 

Comentar

Sutil diferença, enorme diferença!

Vejam só o efeito produzido pelo detalhe do batom nos manequins!

 

 

Comentar

Borboletas na Lanvin Paris

 

Na passarela, os tecidos e adereços traziam borboletas. Nas vitrines, idem. A Lanvin Paris encheu-se de borboletas pretas, tal qual o convite para o desfile, em homenagem à primavera.

Comentar

Glamour francês em Londres

 

Uma parceria entre a loja de departamentos Harrods, de Londres, com a grife Dior resultou num encontro fabuloso entre o glamour francês e a cultura inglesa.  Durante um mês a Dior conduziu uma exposição de vestidos históricos, no quarto andar da Harrods, abriu uma pop-up store no térreo, fez as vitrines e ainda criou o Dior Café, servindo receitas tiradas do livro de culinária do próprio Christian Dior. Foi um sucesso, claro. Os cupcakes (com bolsinhas ou roupas no topo) tiveram tanta procura que passaram a ser vendidos também online! Pena que tudo isso já acabou!

Confiram algumas imagens:

A exposição de vestidos históricos:

E os cupcakes!!

 

 

Comentar

Blue Gardenia e sua vitrine criativa

Incrível esta vitrine da Blue Gardenia, no shopping JK Iguatemi, em SP!  Feita de colheres, é criativa, com um resultado chique como a marca!

Comentar

Vitrines com pegada sustent√°vel

 

A rede Antropology comemorou o Dia do Planeta, no √ļltimo dia 22, com vitrines que mostram jardins feitos a partir do reaproveitamento de materiais. Em meio √†s roupas e bijus vendidas pela rede havia plantas em pneus, latas e garrafas. A ideia era estimular a cria√ß√£o de jardins de verdade, em casa.

Só lembrando, as vitrines não precisam ser iguais, apenas seguir o mesmo conceito, tá?

Vamos a elas. Em Princetown, as latas:

No Texas, pneus:

Em Lousville, Kentucky, garrafas pet:

 

 

 

Comentar

A vitrine apache da Tyrol

 

Os motivos étnicos estão em alta no mundo da moda. E a Tyrol se inspirou na onda para criar uma vitrine apache. Gostaram?

 

Comentar

√Č listra pra todo lado!!

 

O estilo navy está na moda, com várias grifes usando listras em casacos, bolsas, vestidos, sapatos. Então, nada mais justo do que ter, também, vitrines listradas. E, convenhamos, listras são ótimas para explorar contrastes de cor e geometria. Até manequins listrados rolou!

Há vários exemplos.  Em Paris,  Sonia Rykiel e Lanvin. Em Nova York, Louis Vuitton, e em Londres, a vitrine da Fendi. Confiram. E inspirem-se!

Lanvin

Lanvin

Sonia Rykiel

Sonia Rykiel

Louis Vuitton

Fendi

Comentar